O Assassino de Caim

Um grupo de pessoas passou a ser chamado de filhos de Caim em razão do sinal físico deixado por uma doença congênita comum. A convivência em sociedade se agravou em razão de outra característica que todos eles também compartilhavam: eram incapazes de mentir. Os inúmeros problemas sociais advindos levaram-nos a optar por se isolarem numa floresta que escondia um antigo segredo. Um deles aparece morto, aparentemente assassinado por alguém do grupo, e um animal desconhecido passa a rondar e atemorizar a nova cidade no meio da floresta. Eles precisarão resolver o mistério em torno do assassinato e da besta que os cerca. Dois livros apócrifos, rejeitados pela igreja cristã, serão a chave para a resolução desses mistérios e para a revelação de quem eles realmente são.